Topo
Blog do Guilherme Giorelli

Blog do Guilherme Giorelli

Categorias

Histórico

5 perguntas para se fazer antes de escolher um suplemento pré treino

Guilherme Giorelli

02/06/2018 04h00

Os pré treinos estão entre os suplementos mais vendidos no mercado.  Com nomes ousados como "explode", "crusher" e "3D", ou traduzindo, explodir, esmagar e três dimensões, os nomes são definidos por estratégias de marketing e raramente explicam quais são as substâncias que vamos encontrar dentro deles. Como saber então se devemos usar? Entenda, em 5 perguntas:

1 – O que é um pré treino?

Segundo o FDA (Food and Drugs Administration, a Anvisa norte-americana), suplemento é qualquer substância que, retirada do alimento original, seja utilizada para ofertar a quantidade correta de nutrientes. Se convencionou chamar de pré treino aqueles suplementos utilizados imediatamente antes do treinamento.

2 – Qual a quantidade correta?

Para responder a essa pergunta é necessário olhar a tabela nutricional. Muitos pré-treinos são vendidos em cápsulas ou pó, para informar o que seria uma porção, na tabela nutricional vem uma unidade de medida em gramas ou "scoop". O scoop é aquela colher dosadora de medida que vem dentro do suplemento. Atenção nem sempre uma medida é igual a um scoop, as vezes são duas ou mais.

3 – O que tem dentro do suplemento?

A resposta mais rápida seria: basta olhar a tabela nutricional. Porém este é um dos maiores problemas nos pré-treinos, por lei não é necessário que o fabricante informe a quantidade exata de cada substância.

Uma maneira de ajudar a resolver este problema é olhar a tabela de ingredientes. Eles sempre estão escritos em ordem decrescente de quantidade, ou seja, o primeira nome escrito é da substância mais presente naquele pré treino.

4 – Existe segurança no uso de pre treino?

Para responder a esta pergunta você tem que passar por uma avaliação médica, de preferência com um médico do esporte. Termogênicos são substâncias muitos frequentes nos pré-treinos que podem levar a uma melhora da performance, mas também podem levar à taquicardias e arritmias como falamos em outra coluna aqui no blog. Portanto, é fundamental saber se você tem alguma contra indicação ou doença silenciosa.

Alguns pré treinos já tiveram seu uso proibido pelo FDA como o OxyelitePro e o Jack 3D que tiveram grande sucesso de vendas no Brasil e faturaram 8 milhões de dólares em vendas nos EUA. Essa proibição ocorreu devido a substancia DMAA ou  1,3-dimethylamylamine, methylhexanamine,  que segundo o FDA pode levar ao aumento da pressão arterial e inclusive infarto agudo do coração.  Atualmente, o DMAA é proibido em qualquer suplemento.

5 – Por que tomar um pré treino?

  • Ofertar a dose correta de um nutriente quando não se está conseguindo atender a demanda pela alimentação, por exemplo – Whey Protein e carboidrato em gel ou pó
  • Facilitar o uso no tempo necessário entre o consumo e o efeito do suplemento ingerido, por exemplo – Cafeína anidra.
  • Potencializar a performance, por exemplo – Beta alanina, Nitrato, Creatina e Bicarbonato.

Lembre-se que para utilizar um pré treino é fundamental saber qual é o objetivo do treino. Treinamento e alimentação seja ela no pré ou no pós treino precisam estar equilibradas, para isso procure especialistas da sua confiança.

Bons treinos!

Sobre o autor

Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos científicos, além de ministrar aulas e palestras. Atualmente é diretor do SMEERJ (Sociedade de Medicina Esportiva e do Exercicio do Rio de Janeiro). Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes em sua clínica, que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.

Sobre o blog

Este blog é para discutir, sob a ótica da nutrologia e da medicina do esporte, qual o impacto da alimentação sobre o nosso organismo, quais as suas relações com o exercício e como a suplementação pode ajudar. Afinal, todo dia existem novos artigos sendo publicados, novas verdades para serem aprendidas ou questionadas. A ciência nunca está parada, nem você deve ficar.