Topo
Blog do Guilherme Giorelli

Blog do Guilherme Giorelli

Categorias

Histórico

Fato ou fake: na TPM a mulher sente mais vontade de comer chocolate?

Guilherme Giorelli

26/01/2019 04h00

Crédito: iStock

A  TPM (Tensão Pré Menstrual) é famosa, pois atinge cerca de 80% das mulheres , em alguma fase da vida. Conhecida cientificamente como sintomas pré-menstruais, são mais de 150 possíveis sintomas, que aparecem 1 a 2 semanas antes da menstruação e melhoram quando ela começa.  Didaticamente, eles podem ser divididos em :

  • Emocionais – como irritabilidade e ansiedade
  • Físicos – como a fadiga, seios doloridos e aumento do volume abdominal
  • Comportamentais – como o aumento do apetite com o desejo voraz por determinados alimentos

 O assunto é sério, e se torna uma doença quando causa comprometimento pessoal, atrapalhando a vida em família ou no trabalho.

Ainda mais sério é o que ocorre com de 10%  das mulheres que sofrem  os mesmos sintomas porem de forma mais intensa. Estes  10% das mulheres  possuem o chamado Transtorno disfórico pré menstrual (TDPM).  As causas deste transtorno estão relacionadas com alterações em neurotransmissores como serotonina , que  atua no cérebro,  regulando a sensações como humor, sono e apetite.

Para se chegar ao diagnostico de TDPM é necessário uma serie de exames físicos e testes laboratoriais e as opções de tratamento incluem modificações do estilo de vida e medicação.

Na coluna de hoje queremos responder a pergunta na TPM a mulher sente mais vontade de comer chocolate? Fato ou Fake

Para responder esta pergunta precisamos entender que os sintomas  surgem antes da menstruação e somem quando ela vai embora, devido a uma mudança  hormonal e consequentemente alteração da concentração de substancias químicas no organimo que  esta passando por transformações que culminam na menstruação.   Logo, o apetite pode sim, mudar de forma significativa  durante este período.

Publicado em  junho de 2018 na revista Appetite, um estudo tentou avaliar se mulheres  com o diagnostico de TDPM tinham mais vontade de comer alimentos mais doces como chocolate eou  alimentos salgados e gordurosos como uma pizza.

141 mulheres participaram do estudo, sendo divididas em 2 grupos.  O grupo com TDPM com teve  67 participantes  enquanto o  grupo controle teve 74 mulheres que não tinham nenhum diagnostico.

Foram mostradas apenas as fotos dos alimentos e cada participante tinha que  informar o desejo de comer cada alimento em uma escala de pontos.

Resultado o grupo com TDPM, mas não o controle,  demonstrou um grande aumento do desejo por comidas mais doces como o chocolate. Mas não houve diferença significativa  no desejo para comer comidas salgadas e gorduras.

O estudo é pequeno, mas aponta caminhos para o tratamento deste problema que pode afetar muitas pessoas.

Portanto a resposta da coluna de hoje é uma fato. Mulheres podem sim ter maior desejo por chocolate durante o período menstrual.

Se você sofre deste problema procure ajuda profissional com um especialista.

Mas saiba que os exercícios aeróbicos podem ajudar muito na diminuição desses sintomas.

Bons treinos!

Referências:

https://bestpractice.bmj.com/topics/pt-br/419

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0195666317310218

Sobre o autor

Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos científicos, além de ministrar aulas e palestras. Atualmente é diretor do SMEERJ (Sociedade de Medicina Esportiva e do Exercicio do Rio de Janeiro). Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes em sua clínica, que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.

Sobre o blog

Este blog é para discutir, sob a ótica da nutrologia e da medicina do esporte, qual o impacto da alimentação sobre o nosso organismo, quais as suas relações com o exercício e como a suplementação pode ajudar. Afinal, todo dia existem novos artigos sendo publicados, novas verdades para serem aprendidas ou questionadas. A ciência nunca está parada, nem você deve ficar.