menu

Topo
Blog do Guilherme Giorelli

Blog do Guilherme Giorelli

Categorias

Histórico

Uva passa sim! Entenda os benefícios para a sua saúde

Guilherme Giorelli

29/12/2018 04h00

Crédito: Getty Imagens

Estamos chegando ao final da semana não oficial de debate sobre a uva passa. Uma vez por ano, ela ganha o centro das atenções no cardápio de quase todas as famílias brasileiras.

Com muitos opiniões contra e a favor, não existe unanimidade na preferência nacional. Mas no mundo parece que a decisão está tomada:  entre todas as frutas secas produzidas, a uva passa está em primeiro lugar, com mais de um milhão de toneladas por ano.

Mas e os aspectos científicos? Será que eles podem ajudar a formar a sua opinião nessa escolha?

Em primeiro lugar, precisamos enfatizar que cada uva passa é uma uva desidratada, ou seja, as uvas são espalhadas por esteiras em um processo de secagem, que pode durar até 3 semanas no sol, para que a água possa evaporar. Portanto, a diferença entre uma uva " normal" e a uva passa é a quantidade de água, que na uva passa já evaporou.  Desta forma ficam preservados e concentrados todas as outras características da fruta. E temos na uva, grandes benefícios para a saúde.

Elas são um alimento funcional.

Funcional é aquele que fornece benefícios extras para a saúde. Entre eles se destacam:

Câncer 

Na uva passa se destaca a presença de polifenóis. Essa substância age como antioxidante e por isso existem alguns estudos avaliando seu papel na prevenção da doença. 

Infarto 

Polifenóis também podem atuar na diminuição da absorção de colesterol LDL e contribuindo, para a diminuição de triglicérides. 

Hipertensão

Alguns estudos demonstram ainda associação do aumento do consumo de uvas passas com a diminuição da pressão arterial.

Diabetes

Resveratrol, quercetina, catequinas e anticioninas também podem estar presentes em alguns tipos de uva passa. Tendo seu efeito avaliado no diabetes pois protegem a célula beta pancreática responsável pela produção de insulina– 2 colheres de sopa têm em torno de 20 gramas de uva passa, com 15 gramas de carboidrato e 60 kcal. Além disso, também encontramos: sódio, potássio, magnésio, ácido fólico, fósforo, vitamina C, vitamina K e vitamina E. 

Uva passa e pré-treino 

A associação dessas vitaminas com carboidratos, levou alguns cientistas a compararem o efeito da suplementação de uva passa versos o efeito do gel de carboidrato como pré treino, principalmente em exercícios de corrida ou bike.

O resultado? Utilizar uva passa tem o mesmo efeito que utilizar os gel de carboidrato! 

Em resumo: uva passa tem sido avaliada no tratamento de pressão  alta, colesterol e diabetes. Pode ter efeito na prevenção do câncer e ajudar na performance esportiva.

Entretanto, antes de acrescentar a uva passa na sua alimentação, é importante lembrar que elas não funcionam como remédios. Apenas acrescentar uva passa não vai resolver todos os problemas. É necessário fazer outros ajustes.

O segredo do sucesso na alimentação é ajustar de acordo com seus objetivos, sejam eles a perda de peso ou aumento de massa muscular.  Equilibrar com o seu  treino, suplementação, nível de estresse, sono, doenças já diagnosticadas ou que devem ser prevenidas devido o risco familiar ou pessoal.

Sabe qual o segredo do fracasso? 

Não ajustar nada. 

Não existe alimento sim ou não, nem do bem ou do mal.

Existem necessidades, riscos e individualidades que podem e devem ser respeitadas!

Então, que tal acrescentar a uva passa no arroz e não exagerar na sobremesa? 

Bons treinos. 

Sobre o autor

Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos científicos, além de ministrar aulas e palestras. Atualmente é diretor do SMEERJ (Sociedade de Medicina Esportiva e do Exercicio do Rio de Janeiro). Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.

Sobre o blog

Este blog é para discutir, sob a ótica da nutrologia e da medicina do esporte, qual o impacto da alimentação sobre o nosso organismo, quais as suas relações com o exercício e como a suplementação pode ajudar. Afinal, todo dia existem novos artigos sendo publicados, novas verdades para serem aprendidas ou questionadas. A ciência nunca está parada, nem você deve ficar.