Topo
Blog do Guilherme Giorelli

Blog do Guilherme Giorelli

Categorias

Histórico

Correu e gripou? Veja 5 suplementos que melhoram a imunidade de quem treina

Guilherme Giorelli

07/07/2018 04h00

Crédito: iStock

Treinar em alta intensidade é sinônimo de 5 a 6x por semana? Ou será que 3 vezes bastam? Não existe uma resposta única. O treinamento deve ser sempre ajustado e personalizado para a individualidade de cada atleta.

Exagerar em altas cargas de treinamento e competições -principalmente quando aplicadas de forma crônica com inadequado controle nutricional e sem períodos de recuperação- pode reduzir a resistência imunológica, aumentando a predisposição aos episódios de infecções, principalmente infecções do trato respiratório superior, nariz e garganta.

Na última diretriz do Comitê Olímpico Internacional se discutiu quais suplementos ajudariam a manter a imunidade:

Vitamina D:

Cerca de 80 a 90% da vitamina D que circula no nosso organismo é produzida pela pele após exposição solar. A vitamina D é ativada no hormônio calcitriol, que influencia diversos aspectos da imunidade, como a produção de proteínas antimicrobianas.

Probióticos:

Probióticos são micro-organismo que quando administrados por via oral durante algumas semanas conseguem aumentar o número de “bactérias do bem'' no intestino. Algumas dessas bactérias são capazes de modular o sistema imune como o Lactobacillus Casei Shirota.

Vitamina C:

Essa vitamina tem papel antioxidante ao diminuir os radicais livres e aumentar a imunidade ao diminuir proteínas inflamatórias como a interleucina -6 e o cortisol (que são aumentadas pelo exercício).

Carboidrato:

A manutenção dos níveis de glicose durante o exercício leva a diminuição de hormônios inflamatórios, o que contribui para a maior eficácia do sistema imune.

Glutamina:

A glutamina é um aminoácido semi-essencial. O que significa que nosso organismo é capaz de produzir em situações normais, porém se esgota rápido em situações de stress como o exercício. Sua função é servir de fonte de energia para os linfócitos que são fundamentais para o sistema imune funcionar.

Para se ter saúde é necessário manter uma alimentação equilibrada, sono de qualidade, controle do estresse e exercícios regulares. Ou seja, não basta comer um alimento saudável, ter uma boa noite de sono ou acrescentar suplementos. Se faz necessário a rotina saudável e o equilíbrio entre esforço e descanso.

Avaliar os impactos da carga interna e externa do exercício é fundamental, mas esse assunto fica para uma outra coluna.

Procure um especialista da sua confiança e bons treinos!

Sobre o autor

Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos como diretor científico da Associação Brasileira de Nutrologia do Rio de Janeiro (ABRAN-RJ), além de ministrar aulas e palestras. Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.

Sobre o blog

Este blog é para discutir, sob a ótica da nutrologia e da medicina do esporte, qual o impacto da alimentação sobre o nosso organismo, quais as suas relações com o exercício e como a suplementação pode ajudar. Afinal, todo dia existem novos artigos sendo publicados, novas verdades para serem aprendidas ou questionadas. A ciência nunca está parada, nem você deve ficar.